Categorias
cineclube lgbt

Sessão Especial Femina – A vida retratada pela ótica das mulheres dia 28.05! No CineclubeLGBT.

O mês de maio traz para o CineclubeLGBT uma programação especial com curtas dirigidos por mulheres. Em parceria com o Femina – Festival Internacional de Cinema Feminino, a sessão deste mês reúne cinco curtas-metragens de diferentes países. De um casal de homens que experimenta um terceiro elemento, até uma versão lésbica de Mary Poppins, a sessão de maio traz a delicadeza da visão feminina para a tela. Lembrando que após a exibição o DJ Great Guy anima a festa com muito pop.

Cecilia Engels é a representante nacional e traz seu filme “Um Par a Outro”, onde um casal gay se relaciona com uma mulher. E do Canadá surge “Ultimate Sub Ultimate Dom” onde a babá noviça Maria Von Trapp se relaciona com uma outra babá famosa do cinema clássico, a Mary Poppins.

Em comemoração ao 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, Alice Nelson escreveu e dirigiu o Right to Privacy, curta escocês que integra o projeto “Os Novos Dez Mandamentos”.

O estilo de vida da lésbica contemporânea aparece em “Hello my name is Lesbian”. Em várias entrevistas, o documentário mostra porque a Dinamarca é considerada um dos países mais liberais do mundo.

A sessão se encerra com “102 PS”, um road movie revelador, tanto para as protagonistas, como para o público.

Pelo Twitter, @CineclubeLGBT, além de fazermos sorteios de ingressos, também convidamos os nossos seguidores a darem dicas de músicas, que eles mais gostam, para tocar na festa e de filmes que eles gostariam de ver nas telonas.

Preço: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia)
Ingressos Antecipados: a partir de quarta-feira, 26.05, às 15h
Local: Cinema Odeon Petrobras Dia: 28.05 Horário: 21h
End.: Cinelândia – Rio de Janeiro Tel: 21 2240.1093

www.twitter.com/CineclubeLGBT

Categorias
cineclube lgbt Dj filme gay

CineclubeLGBT 30/04 – Fucking Different

No CineclubeLGBT, o mês de abril se encerra com a exibição do resultado de um super projeto do Mix Brasil em parceria com Kristian Peterson: o Fucking Differente São Paulo. Serão 12 episódios de 2 a 8 minutos cada, produzidos por 11 cineastas brasileiros, que desenvolveram seus projetos em uma oficina realizada na 16º Festival Mix Brasil. O Projeto passou por outras três cidades do mundo: Berlim, Nova Iorque e Tel-Aviv. E o projeto realizado em São Paulo você confere no CineclubeLGBT do dia 30 de abril. Logo após a exibição dos curtas o Dj GreatGuy anima a pista do Odeon com muito pop.

Entre os episódios, alguns cineastas que já foram exibidos no CineclubeLGBT retornam com novas produções. René Guerra, que já teve sua produção “Sapatos de Aristeu” exibido por aqui, traz a peça em videoarte Casa, sobre as memórias de um casal de garotas.

Já Rick Mastro, que teve seu “A Mais Forte” exibido no mês passado, retorna com o curta Felizes Para Sempre contando a história de duas lésbicas casadas há anos.

O projeto Fucking Different trabalha com a visão de cineastas gays sobre a temática lésbica e cineastas lésbicas trabalhando com o mundo gay. Por isso, Mônica Palazzo (diretora de “Páginas de Menina”) e Joana Galvão produziram o curta Triologia, onde histórias de amor entre homens em tempos diferentes se ligam por uma obra de arte. Joana Galvão também nos apresenta uma animação intitulada Um olhar.

Outros sete curtas passeiam pela temática LGBT, e unidos, apresentam a diversidade que pode caber em um tema. Sendo esse o propósito do projeto Fucking Different. O Projeto foi selecionado para a mostra Panorama do 60º Festival Internacional de Berlim.

Através do Twitter, @CineclubeLGBT, além de fazermos sorteios de ingressos, também convidamos os nossos seguidores a darem dicas de músicas, que eles mais gostam, para tocar na festa e de filmes que eles gostariam de ver nas telonas.

Veja aqui os curtas do Fucking Different São Paulo

Local: Cinema Odeon Petrobras
Endereço: Praça Floriano, 07 – Cinelândia Centro – Rio de Janeiro – RJ
Tel: (21) 2240-1093
Data: 30/04
Horário: 21h
Preço:
R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia)
Ingressos Antecipados: a partir de quarta-feira, 28/04, às 15h

Categorias
cineclube lgbt

Saiba um pouco mais sobre os filmes do Cineclube desse mês

O CineclubeLGBT em março traz uma seleção de curtas da Mostra do Filme Livre. De animação a documentários, a sessão propõe novos olhares sobre a questão LGBT.

Cena do filme A Mais Forte
Cena do filme "A Mais Forte"

Ricky Mastro, diretor do filme “A Mais Forte”, escreveu o roteiro como conclusão do curso de cinema da FAAP. O filme foi finalizado ano passado e conta a história de uma mãe que passa pelo processo de aceitação de seu filhe gay. “Gosto de falar sobre o amor em suas diversas formas”, explica o diretor, “e a idéia do filme começou com a história dos dois meninos, Rafael e Alberto, que se amavam. Como eu acredito que o amor materno é o mais puro de todos eles, o filme conta a história da mãe de Alberto que acaba perdendo seu filho em um acidente”.

A animação “A Descoberta de Luke” marca a diversidade das produções dessa sessão. O diretor Alan Nóbrega produziu o curta em oito meses. “Minha produção trata o gay como um ser humano que está descobrindo a própria vida com todo respeito e dignidade que merece, e infelizmente esta descoberta tem que ser feita sozinha e escondida”, revela. Nóbrega ganhou O Show do Gongo com seu filme anterior “O Meu Primeiro Grande Amor”, o que o incentivou na produção de “A Descoberta…”.

Contemplada pelo projeto “Revelando os Brasis”, a diretora Maria de Lourdes Lezo se baseou em um personagem real de sua cidade para a criação de seu curta: “O Bil (personagem real) é fantástico, ele realmente é benzedor e se fantasia de baiana no carnaval e interpretou a si mesmo no filme”, diz a diretora. Produzido na pequena Taiaçu (SP), cidade de 6 mil habitantes, o filme mostra a diversidade de um país que agora descobre a capacidade criativa do seu interior.

Phedra: protagonista do documentário

O CineclubeLGBT ainda apresenta dois documen- tários: “Phedra”, de Cláudia Priscila, e “Maria de Kalú”, de Carlos Mosca e Ronaldo Nerys. O primeiro é resultado da pesquisa da diretora sobre transsexuais. “Sempre fui encantada com o trabalho e a vida de Phedra e quando estava fazendo a pesquisa achei que seria a personagem ideal para meu curta”, revela a diretora. Já o segundo é um trabalho independente em que foi utilizado recursos dos próprios diretores. Inicialmente tinham a pretensão de contar a história do primeiro bar gay de Campina Grande. “Porém, Maria de Kalú, a proprietária desse bar, se mostrou uma ótima narradora logo na primeira entrevista, ainda na fase de pesquisa, resolvemos então mudar o foco do documentário”, explica um dos diretores Carlos Mosca.

Diversidade de formatos e temas é a marca dessa edição. A liberdade criadora do audiovisual de encontro à causa LGBT. É com grande satisfação que o Cineclube reúne essa seleção de filmes, esperamos todos na sexta (26), as 21 horas, no Cinema Odeon. Não Percam!

Categorias
cineclube lgbt Uncategorized

Relações Artísticas – 26/02

A próxima edição do CineclubeLGBT terá como tema Relações Artísticas e traz quatro curtas que discutem arte e como ela influencia em algumas relações. Um deles, Operação: Camuflagem, toca de forma bem humorada em tema bem atual, que é a questão homossexual no exército. Depois da sessão, o DJ GreatGuy continua comandando a pista de dança, com muita paquera e azaração.

Programa de curtas Relações Artísticas

Operação: Camuflagem
Rio de Janeiro – RJ, 2006, digital, cor, 8 min.
Direção: Leonardo Ayres
Sinopse: O artista Leonardo Ayres envia uma fotografia para um salão de arte numa importante instituição militar brasileira. Ele é premiado com destaque, mas os organizadores do salão nem perceberam do que realmente se tratava seu trabalho.

O Papel das Dobras
São Paulo – SP, 2007, digital, cor, 19 min.
Direção: Bruno Jorge
Elenco: Bárbara Paz, Maurício Marques, Paulo Marcos, Virgínia Buckowiski
Sinopse: Levando uma relação desgastada com seu companheiro ator, um homem tenta manter vivo seu antigo sonho de ser diretor de teatro pagando prostitutas para encenarem enquanto conserva um prazer peculiar por dobraduras.

Sobre Meus Ombros
São Paulo – SP, 2007, digital, cor, 13 min.
Direção: Claudio Maneja Jr.
Elenco: Rafael Botta, Beto Souza
Sinopse: André, um jovem bailarino que vive o dilema de se dedicar à dança ou cuidar do pai. A estranha relação entre pai e filho, iniciada anos antes em um acidente, revela os medos, as dificuldades de comunicação e de assumir sentimentos. Divididos por uma porta, ambos vivem trancados em seus mundos. Uma prisão que muitas vezes vai além de grades e muros. É Carlos quem mostra para André o quanto essa situação incomum o prejudica, impedindo-o de viver sua carreira e sua relação amorosa.

O Móbile: Admiração
Juiz de Fora – MG, Digital, Cor, 2009, 25 min
Direção: Lilian Werneck Elenco: Nadja Dulci, Stefane Ribeiro, Daniela Durante e Giovane Machado.
Sinopse: Uma história de amor entre duas mulheres. Bárbara Oliveira é uma artista plástica que tem como inspiração maior as interpretações de Nina Maya, uma atriz, que procura nas obras de Bárbara a essência de suas personagens. Quando finalmente se conhecem, Bárbara e Nina apaixonam-se loucamente e vivem um amor intenso e forte. Uma admiração que se transforma em um difícil dilema: o amor ou a arte?

……………………………………………………………..

Acesse o Twitter, @CineclubeLGBT, e concorra a sorteios de ingressos, e também indique músicas, para tocar na festa e filmes que você gostaria de ver nas telonas.

Local: Cinema Odeon Petrobras
Endereço: Praça Floriano, 07 – Cinelândia – Rio de Janeiro
Data: 26/02 – Horário: 21h – Tel: (21) 2240-1093
Preço: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia)
Ingressos Antecipados: a partir de quarta-feira, 24/02, às 15h

E-mail: cineclubelgbt@gmail.com